O lançamento do livro “Tempo de Bolsas: estudos sobre programas de transferência de renda” contou com a presença do Pró-Reitor de Pesquisa e Pós-Graduação, Prof. Dr. Emmanuel Zagury Tourinho, do Diretor do ICSA, Prof. Dr. Carlos Alberto Batista Maciel, da Coordenadora do PPGSS Profa. Dra. Joana Valente Santana, da Diretora da FASS, Profa. Dra. Sandra Helena Ribeiro Cruz e a representante do CRESS Ediane Moura Jorge, Os autores do livro que estavam presentes foram Profa. Dra. Maria Antônia Cardoso Nascimento, Prof. Dr. Reinaldo Nobre Pontes, Profa. Dra. Vera Lucia Batista Gomes e Prof. Ms. Gessyca Anne da Silva Baracho.

O Programa de Pós-Graduação em Serviço Social da Universidade Federal do Pará e a Editora Papel Social convidam para o lançamento do livro

Tempo de Bolsas: estudos sobre Programas de Transferência de Renda

Organizado por Maria Antonia Cardoso Nascimento com prefácio de Ana Elizabete Mota

a realizar-se no dia 14 de janeiro de 2016, às 10h00 no Auditório do Núcleo de Altos Estudos Amazônicos (NAEA)/UFPA

12/11/2015 17:02

Encerrando as atividades da Oficina Nacional, Luciana Melo (UNIFESP/BS) trouxe os encaminhamentos da minuta de Ética em Pesquisa com SeresHumanos.

A ABEPSS, desde 2013 participa de um GT de Ciências Humanas e Sociais (CHS) da Comissão Nacional de Ética em Pesquisa do Conselho Nacional de Saúde do Ministério da Saúde - CONEP/CNS/MS, que tem a finalidade de elaborar uma normativa específica para a área de ética em pesquisa nas ciências humanas e sociais.

17/11/2015 13:16:33 - CRESS PA

Violência em Belém: das cicatrizes da injustiça social

O simples sobrevoo sobre a cidade das mangueiras é revelador de que cidade se trata. Encravada no meio das águas do Guamá e do Guajará a Bela Belém de 400 anos revela suas “cicatrizes”. As águas que lhe banham não conseguem esconder as disparidades entre a Belém dos incluídos e a Belém dos excluídos. “Manchas de pobreza urbana são flagrantes desde cima, contrastando com áreas bem urbanizadas e embelezadas dos que melhor vivem. Como se construíram nesses 400 anos tais diferenças?